segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Pornô dos Smurfs

A dica foi dada por uma amiga. E que dica valiosa! Perturbadora, porém valiosa!

Quando pequeno eu era um fã dos Smurfs, assistia diariamente na Rede Globo, antes do almoço. Esses tempos até resolvi baixar o primeiro episódio da série, mas era ruim demais. A qualidade do vídeo também não ajudou.

Eu já deveria estar calejado. Espera, não no sentido em que você está pensando. Explico.

Desde que vi uma versão pornô de Hamlet, pensei que nada mais me surpreenderia no ramo das paródias e pastiches da indústria. Mas eis que recebo um vídeo com trechos de um filme pornô protagonizado pelos minúsculos seres azuis.



Bom, não vi a obra por inteiro, mas tenho alguns comentários a fazer. O primeiro, obviamente, é sobre Smurfete.

Desde pequeno eu ouço especulações sobre a única mulher da vila dos Smurfs ser travesti ou drag queen, uma Ru Paul azul e pequena. Mas, pelo menos nessa paródia, Smurfete é mulher e heterossexual, como não podia ser diferente na previsível indústria do pornô mainstream.

No vídeo disponível no RedTube, Smurfete transa com dois smurfs genéricos e falantes do idioma espanhol. Quando o trio é surpreendido por Papai Smurf, não resta dúvida de que a bronca inicial vai acabar mesmo em putaria: o ancião entra na farra e parte pra cima de Smurfete.



Uma cena estranha é a em que eles assobiam o tema do desenho animado enquanto transam.



Mas o que chama a atenção mesmo é o que podemos chamar de uma cena interracial no meio da produção. Ou interespécie, talvez? Bem, não sei como classificar. O importante é saber que o vilão Gargamel bota os smurfs pra correr e fica com Smurfete só pra ele. Neste ponto, descobrimos uma falha grave: os smurfs são tão grandes quanto Gargamel.


Depois de um tempo descobrimos outra falha grave: a tinta que cobre o corpo de Smurfete passa, aos poucos, para o corpo de Gargamel, que ganha um aspecto não muito sexy.

Bom, um vídeo é melhor do que mil screenshots, portanto, divirta-se!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário